28 março 2017

‪#minisermao (28/03/17)

O primeiro passo para a cura é aderir ao tratamento; há uma vontade mórbida em nós que prefere a doença. Parece incrível mas, às vezes  é muito cômodo continuar com nossas dores. Um homem estava a 38 anos na beira da piscina de Betesda, em Jerusalém, porque se acreditava que quando a água mexesse,  o primeiro que entrasse seria curado. Mas ele era paralítico, sempre chegava atrasado. E Jesus pergunta ao homem: "Queres ficar curado?" E de fato o homem diz: "Eu quero!" E a cura aconteceu, a história continua, mas a lição que fica é que o primeiro passo é realmente querer. Não adianta ir ao médico e pedir pra ele nos curar, a cura começa sempre dentro de nós. (Jo 5,1-16)
Pe. Joãozinho, Scj.

COLABORANDO COM O PRÓXIMO - É PRECISO CAMINHAR

A presença de Jesus era aquilo que faltava para que o paralítico obtivesse a cura desejada. O imenso desejo de ser curado levou-o, durante 38 longos anos, à piscina de Betesda, cujas águas, ao pôr-se em movimento, restituíam a saúde ao primeiro que nelas entrasse. No entanto, por ser paralítico, aquele homem não tinha agilidade suficiente para antecipar-se aos demais doentes. Resultado: permanecia ali, curtindo sua esperança de cura, enquanto outros eram miraculados.
A chegada de Jesus abriu-lhe a inesperada perspectiva de ser curado, sem necessidade do contato com as águas revoltas. E o milagre aconteceu. A seguir, obedecendo à ordem de Jesus, ele pegou a cama na qual jazia, e pôs-se a caminhar, sem dificuldade.
Este fato evangélico ajuda-nos a descobrir um sentido novo, na paixão de Jesus. Tal qual este doente de Jerusalém, toda a humanidade encontrava-se como que paralisada por causa do pecado, ansiando, ardentemente, pela libertação. Por si mesmas, as pessoas não conseguiriam atingir este objetivo. Necessitaram, pois, da ajuda de Jesus, cuja vida consistiu em colaborar para que todos nós pudéssemos superar a paralisia do pecado, e caminhar livremente para Deus. Em última análise, todos somos como o paralítico. Só Jesus, por sua morte e ressurreição, pode propiciar-nos a libertação.

Meditando o Evangelho do dia - 3ª-feira da 4ª Semana da Quaresma

Evangelho (Jo 5,1-16)

No mesmo instante o homem ficou curado.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 5,1-16.

Houve uma festa dos judeus, e Jesus foi a Jerusalém. Existe em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, uma piscina com cinco pórticos, chamada Betesda em hebraico. Muitos doentes ficavam ali deitados — cegos, coxos e paralíticos.
De fato, um anjo descia, de vez em quando, e movimentava a água da piscina, e o primeiro doente que aí entrasse, depois do borbulhar da água, ficava curado de qualquer doença que tivesse. Aí se encontrava um homem, que estava doente havia trinta e oito anos.
Jesus viu o homem deitado e sabendo que estava doente há tanto tempo, disse-lhe: "Queres ficar curado?" O doente respondeu: "Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina, quando a água é agitada. Quando estou chegando, outro entra na minha frente". Jesus disse: "Levanta-te, pega tua cama e anda". No mesmo instante, o homem ficou curado, pegou sua cama e começou a andar.
Ora, esse dia era um sábado. Por isso, os judeus disseram ao homem que tinha sido curado: "É sábado! Não te é permitido carregar tua cama". Ele respondeu-lhes: "Aquele que me curou disse: 'Pega tua cama e anda'". Então lhe perguntaram: "Quem é que te disse: 'Pega tua cama e anda'?" O homem que tinha sido curado não sabia quem fora, pois Jesus se tinha afastado da multidão que se encontrava naquele lugar.
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão - Jo 5, 1-16
Muitas vezes, as pessoas que sofrem diferentes formas de males possuem uma fé muito grande no poder de Deus, mas de algumas formas são impedidas de chegar até ele e receber as suas graças, condição indispensável para a superação de seus males e sofrimentos. É o caso do paralítico, que acreditava no poder de Deus e na cura que viria pela ação do anjo ao agitar a água, mas era impedido pelos outros que entravam primeiro na piscina. Assim também acontece hoje quando criamos uma série de regras e preceitos humanos que dificultam a participação de muitos na vida divina e um relacionamento pessoal com ele, que é a fonte de todas as graças que nos dão vida em abundância.

Relator demonstra que vai pedir cassação de Temer

 
Uma série de perguntas feitas pelo ministro Herman Benjamin, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a delatores da Odebrecht indicam ao menos três pontos que devem ser utilizados para embasar sua posição no processo que pode cassar a chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer em 2014.
Relator da ação, ele insistiu em questionamentos sobre esses temas e chegou a indicar, ainda que discretamente, seu posicionamento durante as oitivas. A expectativa é que ele peça a cassação da chapa. O ministro não se manifesta sobre o voto, em razão de sigilo.
A rapidez com que Benjamin entregou o relatório da ação pode obrigar o presidente do TSE, Gilmar Mendes, a acelerar a pauta e começar o julgamento já na semana que vem. Isso dificultaria os planos de Temer de tentar atrasar ao máximo o julgamento, conseguindo tempo hábil para trocar dois dos sete juízes da corte para nomes de sua confiança.
"O primeiro ponto abordado com insistência por ele trata do uso de R$ 50 milhões em propina na campanha, fruto, segundo os delatores, de contrapartida pela aprovação da medida provisória 470, apelidada de Refis da Crise, em 2009.
O dinheiro, de acordo com a delação, acabou não sendo utilizado na campanha de 2010, ficando como "crédito" para as eleições de 2014.
O segundo tema é o pagamento de R$ 25 milhões, via caixa 2, para "comprar" (termo usado nos relatos) o apoio de partidos à chapa Dilma-Temer e aumentar o espaço de propaganda na televisão.
O terceiro assunto perseguido pelo relator nos depoimentos diz respeito a gastos não declarados de ao menos R$ 16 milhões com o marqueteiro João Santana, que trabalhou na campanha.
Os depoentes que mais trataram dos temas foram Marcelo Odebrecht, ex-presidente e herdeiro do grupo, Alexandrino Alencar, ex-diretor de Relações Institucionais, Hilberto Mascarenhas, ex-diretor do departamento de operações estruturadas da empresa, conhecido como o setor de propinas, e Fernando Migliaccio, ex-funcionário da mesma área."
Para entender o processo de aprovação da MP 470, Benjamin fez ao menos 25 perguntas somente a Marcelo Odebrecht.
No diálogo, o ministro questiona: "Os R$ 50 milhões não saíram em 2010?". O executivo responde que não e é novamente acionado: "Ficou o crédito?". Em seguida, o relator faz perguntas sobre de que forma o governo teria dado contrapartida ao grupo.
O ministro do TSE deixa claro que, além de querer saber se o dinheiro foi ou não utilizado em 2014, também quer esclarecer se trata-se de caixa 2 "puro", uma doação não contabilizada, ou se foi um ato de corrupção, quando envolve promessa ou ato em troca de uma vantagem indevida".

Sindicatos convocam greve geral para 28 de abril

 
Centrais sindicais que normalmente estão em lados opostos se uniram nesta segunda-feira 27 para decidir a convocação de greve geral dos trabalhadores para o dia 28 de abril contra as reformas que vêm sendo impostas pelo governo Temer.
Um comunicado assinado pelos presidentes da CUT, Vagner Freitas, Força Sindical, Paulinho da Força, UGT, Ricardo Patah, CTB, Adílson Araújo, entre outras centrais, convoca "os trabalhadores a paralisarem suas atividades, como alerta ao governo de que a sociedade e a classe trabalhadora não aceitarão as propostas de reformas da Previdência, Trabalhista e o projeto de Terceirização aprovado pela Câmara, que o governo Temer quer impor ao País".
"Em nossa opinião, trata-se do desmonte da Previdência Pública e da retirada dos direitos trabalhistas garantidos pela CLT. Por isso, conclamamos todos, neste dia, a demonstrarem o seu descontentamento, ajudando a paralisar o Brasil", diz o texto. Confira a íntegra:
NOTA OFICIAL
São Paulo, 27 de março de 2017
Reunidos na tarde desta segunda-feira (27), na sede nacional da União Geral dos Trabalhadores (UGT), em São Paulo, os presidentes das centrais sindicais, dirigentes sindicais analisaram a grave situação política, social e econômica que o país atravessa e decidiram que:
Dia 28 de abril: Vamos parar o Brasil
As centrais sindicais conclamam seus sindicatos filiados para, no dia 28, convocar os trabalhadores a paralisarem suas atividades, como alerta ao governo de que a sociedade e a classe trabalhadora não aceitarão as propostas de reformas da Previdência, Trabalhista e o projeto de Terceirização aprovado pela Câmara, que o governo Temer quer impor ao País.
Em nossa opinião, trata-se do desmonte da Previdência Pública e da retirada dos direitos trabalhistas garantidos pela CLT.
Por isso, conclamamos todos, neste dia, a demonstrarem o seu descontentamento, ajudando a paralisar o Brasil.
São Paulo, 27 de março de 2017
Adilson Araújo
Presidente da CTB
Antonio Neto
Presidente da CSB
José Calixto Ramos
Presidente da Nova Central
Paulo Pereira da Silva (Paulinho)
Presidente da Força Sindical
Ricardo Patah
Presidente da UGT
Vagner Freitas
Presidente da CUT
Edson Carneiro (Índio)
Secretário Geral Intersindical
Luiz Carlos Prates (Mancha)
Secretaria Nacional da CSP-Conlutas
Ubiraci Dantas de Oliveira (Bira)
Presidente da CGTB

PT vai ao STF para tentar barrar terceirização

 
 Os deputados do PT entraram com um mandado de segurança junto ao Supremo Tribunal Federal nesta segunda-feira 27 pedindo a anulação da votação do projeto que libera a terceirização geral e irrestrita nos setores público e privado do País.
O texto, que na prática retira benefícios históricos dos trabalhadores, foi aprovado na Câmara na semana passada e deve ser sancionado por Michel Temer, que tomou a decisão após um encontro com empresários e banqueiros na última quinta-feira. Outro texto mais brando deve ser votado no Senado, mas a intenção do Planalto é engavetá-lo.
Os petistas se basearam no artigo 104 do regimento interno da Câmara para argumentar que o projeto da terceirização não poderia ser aprovado sem que algum presidente da Casa apreciasse uma solicitação feita pelo então presidente Lula em 2003, que pediu a retirada do projeto.
O regimento diz que "a retirada de proposição, em qualquer fase do seu andamento, será requerida pelo autor ao presidente da Câmara, que, tendo obtido as informações necessárias, deferirá, ou não, o pedido, com recurso para o plenário".
De acordo com o líder do PT, Carlos Zarattini (PT-SP), "não se trata, portanto, de questão política, mas constitucional assegurar aos parlamentares que seja respeitada a ordem de votação das matérias".
Para ele, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), cometeu um "ato ilegal, abusivo e inconstitucional". "Como se vê, a decisão de Maia consubstancia medida injurídica, assentada unicamente na caprichosa vontade da maioria parlamentar, a que está vinculado, em votar um projeto de projeto de profunda repercussão para a sociedade brasileira", disse.
Leia aqui a íntegra do mandado de segurança.

27 março 2017

#minisermao (27/03/17)

A fé é uma visão; quanto maior a necessidade de sinais e prodígios para crer, menor o tamanho da fé. Naquele dia Jesus voltou para a Galiléia e  muitos O procuravam, mesmo sendo sua terra natal, porque ouviram falar que Ele realizou um milagre em Caná, na Galiléia. E queriam sinais e prodígios para confirmar a sua fé. E Jesus disse: "Esta geração só acredita, vendo! Só acredita se presenciar um milagre, um prodígio, um sinal." Quando nós precisamos de muitas visões, significa que não temos a verdadeira visão . Quando precisamos de muitos milagres para crer, é porque a maravilha que Deus realiza, todos os dias na nossa vida, nós ainda não conseguimos enxergar. (Jo 4,43-54)
Pe. Joãozinho, Scj.

"O sinal da FÉ"

Qual o milagre que você precisa que aconteça na sua vida? – Você "acha" difícil isto acontecer? – Você está esperando fazer boas obras para receber os presentes de Jesus? – Peça a Jesus com fé e assim mesmo do jeito que você está, do jeito que você é, Ele também o atenderá e dirá: "Podes ir, teu filho está vivo"!

Pense nisso!

O oficial acreditou na Palavra de Jesus, antes de ver seu filho já curado. Este é o primeiro milagre nessa família, a salvação do filho. Tua família, a minha, qualquer família é uma realidade bela e frágil. Se um membro dela pratica o bem todos se contagiam; se sofre, todos se preocupam; se peca, todos se sentem feridos. Tudo que fazemos tem efeito direto nos outros. Hoje, volta para casa e leva contigo vida, amor, fé e verás como nela entra Jesus logo depois de ti.

Meditando o Evangelho do dia - 2ª-feira da 4ª Semana da Quaresma

Evangelho (Jo 4,43-54)

Vai, teu filho está vivo.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 4,43-54.

Naquele tempo, Jesus partiu da Samaria para a Galileia. O próprio Jesus tinha declarado, que um profeta não é honrado na sua própria terra. Quando então chegou à Galileia, os galileus receberam-no bem, porque tinham visto tudo o que Jesus havia feito em Jerusalém, durante a festa. Pois também eles tinham ido à festa. Assim, Jesus voltou para Caná da Galileia, onde havia transformado água em vinho.
Havia em Cafarnaum um fun­cionário do rei que tinha um filho doente. Ouviu dizer que Jesus tinha vindo da Judeia para a Galileia. Ele saiu ao seu encontro e pediu-lhe que fosse a Cafarnaum curar seu filho, que estava morrendo. Jesus disse-lhe: "Se não virdes sinais e prodígios, não acreditais". O funcionário do rei disse: "Senhor, desce, antes que meu filho morra!" Jesus lhe disse: "Podes ir, teu filho está vivo". O homem acreditou na palavra de Jesus e foi embora.
Enquanto descia para Ca­farnaum, seus empregados foram ao seu encontro, dizendo que o seu filho estava vivo. O funcionário perguntou a que horas o menino tinha melhorado. Eles responderam: "A febre desapareceu, ontem, pela uma da tarde". O pai verificou que tinha sido exatamente na mesma hora em que Jesus lhe havia dito: "Teu filho está vivo". Então, ele abraçou a fé, juntamente com toda a sua família. Esse foi o segundo sinal de Jesus. Realizou-o quando voltou da Judeia para a Galileia.
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão - Jo 4, 43-54
Jesus declarou que um profeta não é honrado na sua própria terra. Como ele foi criado na cidade de Nazaré, que fica na Galiléia, fazia referência aos galileus, que precisavam de sinais e prodígios para crer e ficavam exigindo que Jesus operasse milagres que testemunhariam que ele de fato era o Filho de Deus. Jesus nos mostra que o processo é justamente o contrário: não são os sinais que devem nos levar a crer, mas é a nossa fé que deve produzir sinais de Reino de Deus, sinais de fraternidade, de justiça, de amor, de vida em abundância. Porque ter fé significa ter a presença amorosa e solidária de Deus em todos os momentos da vida.

Ciro: "não tenho vontade de ser candidato se o Lula for"

 
Ceará 247 -  Ex-ministro do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT-CE) torce para que Lula não concorra novamente ao Planalto. Para Ciro, seria um "desserviço" ao Brasil uma eventual nova candidatura de Lula.
O pedetista diz que não gostaria de concorrer contra o ex-presidente. "Não tenho a menor vontade de ser candidato se o Lula for", diz.
Ciro também afirma que não tem interesse em ser vice em uma eventual chapa conjunta com Lula.
Em entrevista à Anna Virginia Balloussier na Folha de S.Paulo, o político cearense criticou ainda o prefeito de São Paulo, João Doria, a quem ele classificou como "farsante", além do "exibicionista" Sergio Moro e do "golpista" Michel Temer.
"Não tenho a menor vontade de ser candidato se o Lula for. Menos em homenagem a ele e mais porque a tendência é ele polarizar o processo. E eu ficar falando de modelo econômico... Vou ter um papel nobre, vou lá para meus 12%, 15% no mínimo, mas daí dizer para o povo que acredito que vou ser presidente... Não consigo mentir desse jeito", afirmou.
Ainda sobre Lula:
"Temos longa história de parcerias e diferenças. Votei nele em 1989 [no segundo turno], 2002 e 2006. Na Dilma em 2010 e 2014. Entretanto, acho que nesse momento a candidatura do Lula desserve a ele e ao país. Na melhor das hipóteses, ganha e projeta essa confrontação odienta que está rachando o país. Mas a probabilidade de polarizar e perder é muito alta."
Ciro não poupou críticas a Temer: 
"Ele, para além de ser essa coisa constrangedora de chefe de quadrilha, sendo um velho e notório malversador de dinheiros públicos, virou chefe de um governo de patetas."
Ciro também criticou o "exibicionismo midiático" do juiz Sergio Moro e sua decisão de coagir Eduardo Guimarães, editor do "Blog da Cidadania", crítico à Lava Jato. "Mandar prender um blogueiro, tem uma coisa patológica nisso", avaliou.

Depois do golpe, direita perdeu a rua, mas ainda não perdeu o poder

 
No dia 15 de março, mais de 1 milhão de brasileiros foram às ruas em defesa de um direito básico, que é a possibilidade de se aposentar. No ponto alto, numa Avenida Paulista lotada, o ex-presidente Lula discursou contra um governo golpista instalado no poder para tirar direitos dos trabalhadores.
"O golpe foi para colocar um cidadão sem nenhuma legitimidade para acabar com as conquistas sociais do povo", disse Lula (relembre aqui).
Onze dias depois, neste 26 de março, a mesma Paulista ficou às moscas, depois de um protesto convocado por movimentos como MBL e Vem pra Rua, que foram instrumentos do golpe parlamentar de 2016.
Tais movimentos perderam a capacidade de mobilização depois que seu governo – o de Michel Temer – produziu a maior depressão econômica de todos os tempos, rasgou a CLT, tenta acabar com as aposentadorias e ainda se prepara para aumentar impostos na próxima terça-feira, sem contar o fato de que tem nada menos que nove ministros investigados por corrupção.
Ou seja, muitos brasileiros que saíram às ruas antes do golpe foram iludidos ou manipulados.
Agora, o fiasco deste domingo abre espaço para que a esquerda reconquiste as ruas e devolva a democracia ao Brasil.

A desilusão mandou recado neste domingo

 
Há um sentido muito claro no fracasso das manifestações convocadas para este domingo, 25, por MBL, Vem Pra Rua e outros movimentos que fizeram grandes atos no ano passado a favor do impeachment: amplos setores da classe média desiludiram-se com o golpe que apoiaram e entenderam o sentido retrógrado do governo Temer.  Também da elite econômica vieram mensagens de decepção. Algumas foram expressas ao próprio Temer num encontro com representantes do PiB na noite de sexta-feira.
O comparecimento aos atos chamados pela direita variou de 200 a 300 pessoas nas principais capitais, inclusive no Rio e em São Paulo.  Embora isso não signifique que estes setores arrependidos estejam dispostos a  engrossar o "Fora Temer",  a comparação do fracasso de hoje com o êxito dos protestos contra Temer e suas reformas, realizados no último dia 15,  por iniciativa das centrais sindicais e  movimentos sociais, aponta para um indiscutível mudança na conjuntura das ruas. Mais de um milhão de pessoas participaram dos atos em todo o país, indicando que a rejeição ao governo que resultou do golpe hoje predomina sobre a pauta difusa da direita: apoio às reformas, apoio Lava Jato, ao fim do foro especial,  contra o voto em lista e o financiamento público de campanhas e contra o estatuto do desarmamento.
A inflexão está em curso, no povo e na elite, embora isso não garanta uma saída política para a encalacrada brasileira. Acabou-se a ilusão com o golpe. Temer prometeu crescimento e veio mais recessão e desemprego. Prometeu o combate à corrupção e a cada dia mais um ministro de seu governo aparece nas delações.  A população já compreendeu que suas reformas são um esbulho dos direitos sociais e trabalhistas. O MBL e seus semelhantes não ousaram defender apoio ao governo, está claro, mas a defesa da Lava Jato também não se revelou mobilizadora. Os vazamentos, os abusos e mesmo a desastrosa Operação Carne Fraca (embora não integre a Lava Jato foi visto como parte do combate à corrupção) abalaram o antigo entusiasmo pela cruzada do juiz Sergio Moro, PF e MPF.  A população continua contra a corrupção mas parece cansada desta  crise política interminável. Kim Kataguiri amargou sua frustração culpando pelo fiasco um festival de música e um jogo de futebol na capital paulista. Mas o fracasso não foi só lá, foi em todo o Brasil.
Outras bandeiras propostas para os atos que fracassaram hoje também não despertaram interesse. Por exemplo, "contra o voto em lista fechada". O grosso da população ainda não entendeu direito o que seria esta mudança na forma de votar. A esquerda, que sempre a defendeu, devia aproveitar o momento, explorar a contradição que leva os conservadores a aceitá-la e sair logo em sua defesa. Ainda que alguns corruptos estejam aceitando o voto em lista, que sempre combateram, apenas para tentar se reeleger, este sistema é mais construtivo para a democracia, num pais onde o dinheiro compra mandatos.
Também foi reveladora, neste domingo, a declaração do atual presidente da Andrade Gutierrez, Ricardo Sena. Depois de confessar que tinha uma "birra homérica" de Dilma, assim define sua relação com o governo  Temer "Sou da turma dos decepcionados".  Hoje existem, portanto, os decepcionados da rua e os decepcionados da elite.  Em busca de socorro do grande empresariado, Temer reuniu-se com uma penca deles na sexta-feira à noite em São Paulo.  Ouviu críticas ao fato de não ter censurado a Polícia Federal e seu ministro da Justiça pelo desastre da Carne Fraca, ouviu reclamações quanto ao recuo na reforma previdenciária, da qual excluiu os funcionários estaduais e municipais,  ouviu cobranças sobre a conduta do BNDES e outros reclamos mais. O PIB também cansou e se decepcionou.
Mas nada disso nos garante, ainda, uma saída política. Se ela não aparecer, Temer vai até 2018, com um custo muito mais elevado para o país.  O assanhamento político do ministro Gilmar Mendes ascende em algumas imaginações a suspeita de que o TSE poderá acolher o parecer do relator Hermann Benjamin pela cassação da chapa Dilma/Temer. Vale dizer, pelo afastamento de Temer. Mas isso nos levaria à eleição indireta, quem sabe com Gilmar candidato, o que não seria uma saída, mas um procrastinação da crise.
A saída virá se os que não saíram às ruas hoje se juntarem com os que saíram no dia 15, produzindo um grande movimento pelas eleições diretas antecipadas. Quanto mais cedo, menor será o custo.

26 março 2017

Pense nisso - pense diferente!

Permitamos que Deus cure o nosso olhar!
Precisamos permitir que Deus cure e restaure nosso olhar, para que tenhamos a Sua visão em nós...
"Eu creio, Senhor"! "Jesus cuspiu no chão, fez lama com a saliva e colocou-a sobre os olhos do cego". (João 9,6).

*‪#minisermao* (26/03/17)

O mundo tem a cor dos nossos olhos; se quisermos ver o erro veremos a pedra bruta e não o diamante que ela esconde. Podemos olhar para uma imensa parede muito bem pintada e lá no meio uma pequena mancha, então nós nos aproximamos e alguém pergunta: "O que você está vendo?" E você diz: "Estou vendo uma mancha." Jesus curou o cego de nascença e os fariseus não entenderam e preferiram ver um delito. Jesus curou no dia de sábado, mas não poderia ter feito um milagre no dia de sábado; preferiram enxergar a pedra bruta e não o diamante do Messias que passava no meio deles e realizava prodígios. Se quisermos enxergar o mundo com os óculos escuros, vamos preferir a depressão a alegria da salvação. (Jo 9,1-41)
Pe. Joãozinho, scj.

Meditando o Evangelho do dia - 4º Domingo da Quaresma

Evangelho (Jo 9,1-41)

O cego foi, lavou-se e voltou enxergando.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 9,1-41.

Naquele tempo: Ao passar, Jesus viu um homem cego de nascença. Os discípulos perguntaram a Jesus: 'Mestre, quem pecou para que nascesse cego: ele ou os seus pais?' Jesus respondeu: 'Nem ele nem seus pais pecaram, mas isso serve para que as obras de Deus se manifestem nele.
É necessário que nós realizemos as obras daquele que me enviou, enquanto é dia. Vem a noite, em que ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mudo, eu sou a luz do mundo'.
Dito isto, Jesus cuspiu no chão, fez lama com a saliva e colocou-a sobre os olhos do cego. E disse-lhe: 'vai lavar-te na piscina de Siloé' (que quer dizer: Enviado). O cego foi, lavou-se e voltou enxergando.
Os vizinhos e os que costumavam ver o cego - pois ele era mendigo - diziam: 'Não é aquele que ficava pedindo esmola?' Uns diziam: 'Sim, é ele!' Outros afirmavam: 'Não é ele, mas alguém parecido com ele'.
Ele, porém, dizia: 'Sou eu mesmo!'
Então lhe perguntaram: 'Como é que se abriram os teus olhos?' Ele respondeu: 'Aquele homem chamado Jesus fez lama, colocou-a nos meus olhos e disse-me: 'Vai a Siloé e lava-te'. Então fui, lavei-me e comecei a ver'. Perguntaram-lhe: 'Onde está ele?' Respondeu: 'Não sei'. Levaram então aos fariseus o homem que tinha sido cego. Ora, era sábado, o dia em que Jesus tinha feito lama e aberto os olhos do cego. Novamente, então, lhe perguntaram os fariseus como tinha recuperado a vista. Respondeu-lhes: 'Colocou lama sobre meus olhos, fui lavar-me e agora vejo!'
Disseram, então, alguns dos fariseus: 'Esse homem não vem de Deus, pois não guarda o sábado'. Mas outros diziam: 'Como pode um pecador fazer tais sinais?' E havia divergência entre eles. Perguntaram outra vez ao cego: 'E tu, que dizes daquele que te abriu os olhos?' Respondeu: 'É um profeta'.
Então, os judeus não acreditaram que ele tinha sido cego e que tinha recuperado a vista. Chamaram os pais dele e perguntaram-lhes: 'Este é o vosso filho, que dizeis ter nascido cego? Como é que ele agora está enxergando?' Os seus pais disseram: 'Sabemos que este é nosso filho e que nasceu cego. Como agora está enxergando, isso não sabemos. E quem lhe abriu os olhos também não sabemos. Interrogai-o, ele é maior de idade, ele pode falar por si mesmo'. Os seus pais disseram isso, porque tinham medo das autoridades judaicas. De fato, os judeus já tinham combinado expulsar da comunidade quem declarasse que Jesus era o Messias.
Foi por isso que seus pais disseram: 'É maior de idade. Interrogai-o a ele'. Então, os judeus chamaram de novo o homem que tinha sido cego. Disseram-lhe: 'Dá glória a Deus! Nós sabemos que esse homem é um pecador'. Então ele respondeu: 'Se ele é pecador, não sei. Só sei que eu era cego e agora vejo'. Perguntaram-lhe então: 'Que é que ele te fez? Como te abriu os olhos?' Respondeu ele: 'Eu já vos disse, e não escutastes. Por que quereis ouvir de novo? Por acaso quereis tornar-vos discípulos dele?' Então insultaram-no, dizendo: 'Tu, sim, és discípulo dele! Nós somos discípulos de Moisés. Nós sabemos que Deus falou a Moisés, mas esse, não sabemos de onde é'. Respondeu-lhes o homem: 'Espantoso! Vós não sabeis de onde ele é? No entanto, ele abriu-me os olhos! Sabemos que Deus não escuta os pecadores, mas escuta aquele que é piedoso e que faz a sua vontade. Jamais se ouviu dizer que alguém tenha aberto os olhos a um cego de nascença. Se este homem não viesse de Deus, não poderia fazer nada'. Os fariseus disseram-lhe: 'Tu nasceste todo em pecado e estás nos ensinando?'
E expulsaram-no da comunidade.
Jesus soube que o tinham expulsado. Encontrando-o, perguntou-lhe: 'Acreditas no Filho do Homem?' Respondeu ele: 'Quem é, Senhor, para que eu creia nele?' Jesus disse: 'Tu o estás vendo; é aquele que está falando contigo'. Exclamou ele: 'Eu creio, Senhor'! E prostrou-se diante de Jesus. Então, Jesus disse: 'Eu vim a este mundo para exercer um julgamento, a fim de que os que não vêem, vejam, e os que vêem se tornem cegos'. Alguns fariseus, que estavam com ele, ouviram isto e lhe disseram: 'Porventura, também nós somos cegos?' Respondeu-lhes Jesus: 'Se fôsseis cegos, não teríeis culpa; mas como dizeis: 'Nós vemos', o vosso pecado permanece'.
Palavra da Salvação.
Glória a vós Senhor

Traídos pelo golpe irão às ruas neste domingo?

Rodrigo Lobo/ Fotos Públicas 
Por Laurez Cerqueira, em seu Facebook
A manifestação deste domingo, convocada pelo Movimento Brasil Livre (MBL), pelo Vem Pra Rua e pelo Revoltados Online, bastante agitada na internet, deve ter sido cancelada porque, evidentemente, as pessoas que foram às ruas para apoiar a derrubada de Dilma devem ter percebido que foram enganadas, usadas para o golpe de Estado.
O povo quer "Fora Temer", "Não à reforma da previdência", "não à reforma trabalhista", e "não à terceirização". E os golpistas querem apoio ao governo.
A gravação de um vídeo pelo juiz Sérgio Moro agradecendo o "apoio" do povo, e veiculado nas redes sociais na semana passada foi sintomático. Sinal de desespero, de que perderam apoio popular.
Mentira tem pernas curtas. Finalmente a construção do golpe está se desmanchando.
Vamos à greve geral, às ruas, dia 31 de março. A verdade vencerá.

Temer e Meirelles subirão impostos em R$ 23,2 bilhões

Beto Barata 
Na próxima terça-feira 28, Henrique Meirelles, ministro da Fazenda de Michel Temer, anuncia seus aumentos de impostos, que antes ele prometia evitar.
O pacote de maldades envolve o fim das desonerações para a indústria, o aumento do IOF nas operações financeiras e também das alíquotas do PIS/Confins para todos os produtos da economia brasileira.
Embora Michel Temer e Henrique Meirelles prometessem não aumentar impostos, os dois estão sendo incapazes de cumprir a meta fiscal de 2017, que já lhes deu a possibilidade de fechar o ano com um rombo de R$ 139 bilhões.
O motivo: como derrubaram a atividade econômica, a arrecadação de tributos também despencou e o rombo ficou R$ 58,2 bilhões maio.
Deste total, 40% serão cobertos com alta de impostos e o restante virá de cortes no orçamento e receitas extraordinárias com concessões, segundo informam Julio Wiziak, Maeli Prado e Lais Alegreti.
"A equipe econômica pretende cobrir mais de 40% dos R$ 58,2 bilhões que terá de ajustar no Orçamento deste ano com alta de tributos, o fim da desoneração da folha de pagamento para todos os setores e a retirada de isenções fiscais para segmentos específicos da indústria. O governo conta ainda com R$ 14 bilhões de receitas vindas de precatórios e concessões de três hidrelétricas da estatal Cemig que devem voltar para a União, o que ainda depende da Justiça. Nesse cenário, que será apresentado ao presidente Michel Temer na terça-feira (28), o contingenciamento orçamentário será de R$ 20 bilhões para fechar a conta", diz a reportagem.
Depois da queda de 3,6% do PIB em 2016, primeiro ano do golpe, o governo trabalha com projeção de apenas 0,5% em 2017. 

Brasil da terceirização: agora é cada um por si

 
A partir de agora, o Brasil não tem mais trabalhadores, nem operários. Todos serão "empreendedores individuais", patrões de si mesmos. Eu, sociedade anônima.
Essa é a nova realidade do Brasil pós-terceirização, onde já se estima que 75% dos postos de trabalho não terão mais os vínculos empregatícios do passado, regidos pela CLT – um "entulho da era Vargas", como dizem os liberais.
Como os verdadeiros patrões, que controlam o capital e os meios de produção, e os "neopatrões de si mesmos" – aqueles que antes eram chamados de trabalhadores – serão livres para negociar seus contratos, não há mais motivo para se pensar em férias, décimo-terceiro, fundo de garantia ou coisas do gênero. O que importa é a liberdade individual. Sindicatos que representem interesses coletivos? Nem pensar. Justiça do Trabalho? Melhor fechar, como disse o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Nessa nova "sociedade", entre aspas porque sem contrato social, a primeira vítima será o setor público, que imagina estar modernizando o País, mas está cavando sua própria sepultura. Os novos "empreendedores individuais" já não têm mais nenhum motivo para contribuir para o INSS, especialmente num país que não honra contratos e pretende impor 49 anos de contribuição, além da idade mínima de 65 anos, para uma aposentadoria integral. Os velhos patrões, estes serão dispensados das contribuições previdenciárias, pois seus novos colaboradores já não serão mais empregados. Viraram "patrões".
Mas como não existe almoço grátis, já dizia Milton Friedman, o guru dos liberais, essa conta terá que ser paga por alguém. E um estado quebrado repassará a conta para a sociedade na forma de impostos. Coincidência ou não, nesta semana, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciará o aumento de diversas alíquotas de contribuições, para fazer frente a um rombo fiscal estimado em R$ 200 bilhões.
A segunda consequência dessa nova era em que só existirão "sociedades anônimas" é o fim de qualquer esperança de coesão social e de solidariedade. Quem conseguir se virar, ótimo. Quem ficar pelo caminho, terá sido um empreendedor fracassado. A partir de agora, é cada um por si. Assim, aos poucos, o Brasil vai deixando de ser uma nação para se converter apenas num território – que também poderá ser comprado por estrangeiros – habitado por pessoas.
Vai dar certo? A História ensina que onde não há um mínimo de paz social, só existem duas saídas: revoluções ou explosões de violência. Coincidência ou não, o Brasil, que já é um dos países mais violentos do mundo, decidiu plantar mais instabilidade.

25 março 2017

DIOCESE DE CAICÓ PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DOS AFLITOS

PEREGRINAÇÃO DA RELÍQUIA E IMAGEM DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS
- 1/04/2017 – Sábado:
18h - Chegada da Relíquia e Imagem de São Francisco de Assis na Praça Plínio Saldanha. Em seguida, seguem em procissão para a Capela de Nossa Senhora do Rosário, onde haverá a Santa Missa, celebrada por Frei Aureliano Júnior. Após a Missa, a Relíquia segue para a Capela de Santa Cecília, no bairro Novo Jardim.
-02/04/2017 – Domingo:
9h - Missa na Capela de Santa Cecília.
14h - Visita da Relíquia e Imagem de São Francisco de Assis aos idosos do bairro Novo Jardim e ao Hospital Francisca Pereira Mariz.
17h – Novena na residência da mãe de Doquinha, na rua Francisco Elói de Souza, Novo Jardim. Celebrante: Diácono Francisco de Assis.
- 03/04/2017 – Segunda-Feira:
7h - Momento de Oração na Capela de Santa Cecília em seguida, visita aos idosos e repartições públicas no bairro Santa Cecília.
11h - Momento de Oração ao final das visitas.
14h - Visita da Relíquia e Imagem de São Francisco de Assis aos bairros Nova Floresta e Parque das Luzes.
17 h – Celebração da Palavra na residência do casal Manuel Fernandes e Maria Lopes, no bairro Parque das Luzes.
- 04/04/2017 – Terça-Feira:8h30 - Visita das Relíquias e Imagem de São Francisco aos Idosos do CRAS, com celebração da Santa Missa. Celebrante: Pe. Edson.
9h30 – Exposição da Relíquia e Imagem de São Francisco na Igreja Matriz, para visitação dos fiéis e devotos.
17h – Momento de Oração na Igreja Matriz e em seguida, a Relíquia e Imagem de São Francisco seguem para a cidade de Caicó/RN.

#minisermao (25/03/17)

Se você fizer silêncio poderá sintonizar a divina palavra interior; e se disser "sim" essa promessa se realizará! Aconteceu na plenitude dos tempos, que o mensageiro dos céus disse a uma menina da periferia de Nazaré: "Alegre-se agraciada! O Senhor está contigo!" Maria ouviu este anúncio, perguntou como, encantou-se e depois respondeu: "Eis-me aqui!" E o verbo se fez carne e habitou no meio de nós. A promessa se realizou e continua se realizando na vida de quem escuta e é capaz de dizer sim. (Lc 1,26-38)
Pe. Joãozinho, Scj.

No ventre de Maria somos recriados!

Todos nós precisamos de um colo, de um ventre para sermos recriados na graça de Deus, "Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus" (Lucas 1, 31).

Meditando o Evangelho do dia - Anunciação do Senhor . Solenidade

Evangelho (Lc 1,26-38)
 
Eis que conceberás e darás à luz um filho.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 1,26-38.

Naquele tempo, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: "Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!"
Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, então, disse-lhe: "Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim".
Maria perguntou ao anjo: "Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?" O anjo respondeu: "O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, porque para Deus nada é impossível". Maria, então, disse: "Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!" E o anjo retirou-se.
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

Reflexão - Lc 1, 26-38 Maria recebe do anjo a noticia de que seria a mãe do Messias. Como poderia acontecer isso se ela não conhece homem? Fazendo uma relação com o Evangelho de ontem, percebemos que mulheres estéreis geraram filhos por obra divina, e filhos que atuaram decisivamente na história da salvação. Maria não podia ter filhos, mas isso era fruto de sua vontade, de sua consagração virginal. E nesta "esterilidade", Deus age. E sem a atuação de um homem, mas do próprio Espírito Santo, Maria gera no seu ventre virginal aquele que é o Senhor da história e que vai mudar radicalmente a vida das pessoas.

Terço das Mulheres - 24 horas para o Senhor

Senhor, "Tu que estás no meu íntimo, ajuda-me a fazer uma viagem ao meu interior para aí me encontrar contigo", 24 horas para o Senhor!

Lula sobre Dallagnol: 'O que aquele moleque conhece de política?'

 
O ex-presidente Lula chamou nesta sexta-feira 24 o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, de "moleque" e afirmou que "ele acha que sentar em cima da Bíblia dele dá a solução de tudo". Dallagnol é fiel da Igreja Batista e já defendeu seu projeto 10 Medidas Contra a Corrupção aos fieis.
Na semana passada, em uma coletiva de imprensa, Dallagnol classificou Lula como "um general em crime de guerra", que "pratica crimes a partir de seu gabinete". O procurador é alvo de processo por parte da defesa de Lula, que pede R$ 1 milhão em indenização por danos morais. A nova entrevista também foi pedido de investigação contra o procurador por parte da defesa. Ontem, o advogado Cristiano Zanin Martins falou ao 247 sobre o assunto (assista aqui).
"Fomos criados para mudar a história deste país e para agir corretamente. Quem comete erro paga pelo erro que cometeu. A instituição é muito forte. E aquele Dallagnol sugerir que o PT foi criado para ser uma organização criminosa... O que aquele moleque conhece de política? Ele nem sabe como se monta um governo. Não tem a menor noção. Ele acha que sentar em cima da Bíblia dele dá a solução de tudo", disse Lula.
As declarações foram feitas no evento do PT "O que a Lava Jato tem feito pelo Brasil", realizado em um hotel de São Paulo e que reuniu diversas lideranças do partido.

Temer quer anular delações e nova jurisprudência no TSE

Rejeitado pela ampla maioria da população brasileira, Michel Temer, que terá sua cassação pedida pelo ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral, tentou sua última cartada na noite de ontem.
Em petição encaminhada ao Tribunal Superior Eleitoral, ele pediu a anulação das delações da Odebrecht, onde seu braço direito Eliseu Padilha é acusado de organizar um esquema de propinas, após um jantar de arrecadação com sua presença no Jaburu, e também a divisão da chapa Temer – o que contraria a jurisprudência da corte.
"Na peça, os advogados do peemedebista argumentam que o ministro Herman Benjamin, relator da matéria, decidiu convocar os colaboradores 'sem requerimento de qualquer das partes e do Ministério Público' e fundamentou a ação em 'indicativos extraídos da mídia escrita', resultado de vazamento ilegal das informações'", informa o jornalista Paulo Gama
A chicana jurídica de Temer pede a nulidade das provas e também a divisão da chapa Temer. No entanto, a presidente eleita Dilma Rousseff já demonstrou que despesas de Temer foram pagos pelo caixa único.
Com a economia na lama e Temer incapaz de entregar o que prometeu aos fiadores do golpe, como a reforma da Previdência, a tendência é que o Fora Temer cresça nas próximas semanas.

Zanin acusa Lava Jato de criar factoide contra Lula

Por Gisele Federicce, 247 – O advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente Lula, negou ter sido avisado antecipadamente sobre o mandado de condução coercitiva que seria deflagrado com o ex-presidente em março do ano passado. "De forma alguma, isso é um factoide", disse ao 247 nesta sexta-feira 24.
O blogueiro Eduardo Guimarães foi alvo de uma condução coercitiva nessa semana, com mandado autorizado pelo juiz Sergio Moro, para que revelasse a fonte que lhe informou sobre a ação contra Lula. Guimarães adiantou a informação em seu blog e foi acusado de avisar o alvo da Polícia Federal antecipadamente.
"De forma alguma. De forma alguma, isso é um factoide que está sendo colocado. É mais uma conduta que mostra que a operação cria factoides apenas para buscar deturpar e macular a imagem do ex-presidente Lula e buscar também um julgamento midiático fora do processo, incompatível com a realidade dos fatos", declarou Martins.
Ele classificou a ação da PF contra o blogueiro como "mais uma violação" da Lava Jato. "Houve ali mais uma violação na medida em que ele foi indevidamente retirado da sua condição de jornalista e foi obrigado a revelar a sua fonte, algo que é altamente reprovável, aliás, vedado pela própria Constituição Federal. Então foi mais um procedimento arbitrário, a meu ver, ocorrido dentro da Operação Lava Jato", disse.
"Com relação ao ex-presidente Lula, ele não tem qualquer envolvimento nesses fatos. Pode ser que haja alguma intenção de criar algum outro factoide, mas a realidade é que o ex-presidente não tem nenhuma relação com os fatos que foram apresentados na imprensa", ressaltou. Assista ao vídeo acima com suas declarações.

24 março 2017

Nosso amor por Deus precisa ser puro!

Esse é o amor puro, amor que nos salva e nos coloca perto de Deus. "Ele é o único Deus e não existe outro além dele. Amá-lo de todo o coração, de toda a mente, e com toda a força, e amar o próximo como a si mesmo é melhor do que todos os holocaustos e sacrifícios". (Marcos 12,32-33).

‪#minisermao (24/03/17)

O primeiro mandamento não é amar, mas escutar. Somente quem tem os ouvidos do coração abertos ama de verdade. Quando aquele mestre da lei perguntou para Jesus qual era o primeiro mandamento, Ele respondeu que está escrito no antigo testamento: "Escuta Israel: amarás o Senhor teu Deus!" Antes de amar é preciso escutar. O povo de Deus repetia isso constantemente para não esquecer: "Shemáh Israel!" Ou seja: "Escuta Israel!" Viver esta dimensão de abertura para o outro é fundamental, para que o amor não seja uma paixão, um sentimento vago, apenas uma boa intenção,  uma ideia ou até uma ideologia. Para amar é preciso escutar. (Mc 12,28b-34)
Pe. Joãozinho, Scj.

Uma grande lição para esta quaresma: se você faz jejum, demonstre isso com suas obras!

São João Crisóstomo ensina:
"A honra do jejum consiste não na abstinência da comida, mas em evitar as ações pecaminosas; quem limita o seu jejum apenas à abstinência de carnes o desonra. Praticas o jejum? Prova-me por tuas obras! Perguntas que tipo de obras?
Se vires um inimigo, reconcilia-te com ele!
Se vires um amigo tendo sucesso, não o inveje!
Se vires uma mulher bonita, passe sem olhar!
Que não apenas a boca jejue, mas também os olhos, e os ouvidos, e os pés, e as mãos, e todos os membros de nossos corpos.
Que as mãos jejuem sendo puras da avareza e da rapina.
Que os pés jejuem, deixando de caminhar para espetáculos imorais.
Que os olhos jejuem, não se detendo sobre feições belas, ou se ocupando de belezas exóticas.
Pois o que é visto é a comida dos olhos, mas se o que for visto for imoral ou proibido, macula-se o jejum e perturba toda a segurança da alma;ma se for moral e seguro, o que é visto adorna o jejum. Pois seria absurdo abster-se da comida permitida por causa do jejum, mas devem os olhos absterem-se até de tocar o que é proibido. Não comes carne? Então não se alimente de luxúria através dos olhos.
Que também os ouvidos jejuem. O jejum dos ouvidos consiste em recusar-se a ouvir assuntos perversos e calúnias. ‘Não receberás notícias falsas’, já foi dito.
Que a boca também jejue de falar coisas vergonhosas e de ficar reclamando. Pois que ganhas se te absténs de pássaros e peixes, e mesmo assim mordes e devoras teu próximo? O que tem fala maligna come a carne de seu irmão, e morde o corpo de seu próximo".
O que São João Crisóstomo nos diz com esta reflexão?
Que os dias de jejum devem ser especialmente dias para evitarmos o uso desordenado ou inclusive exagerado dos outros sentidos: evitar o que não devo fazer, falar, ouvir, desejar; não buscar satisfazer todas as minhas necessidades emocionais e espirituais; não buscar a todo custo saciar minha solidão; não querer saber tudo; não exigir respostas imediatas a tudo o que vier à minha mente etc.
Nós jejuamos buscando a conversão. Portanto, jejuemos de todas estas atitudes contrárias à virtude. Talvez o seu jejum consista em ser mais serviçal (jejum da sua preguiça e comodidade), pois, assim como precisamos rezar com o coração, também precisamos jejuar com o coração.
Talvez você tenha de jejuar da sua ira, sendo mais amável, mais dócil. Ou jejuar da sua soberba, buscando ativamente viver a humildade em atos concretos.